inicio
cara Porto Alegre - RS Brasil     bandeira logo
titulo
Associação de Defesa Animal e Ambiental do Campus do Vale - UFRGS
extenso


Uma breve história

A iniciativa de organizar o trabalho desenvolvido com os animais abandonados no Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com sede em Porto Alegre, surgiu em outubro de 1996 e agrega, desde aquela época, alunos, funcionários e professores. Os participantes, desde o início, sempre tiveram presente o caráter voluntário de toda e qualquer ação envolvendo os animais, inclusive contribuições individuais ou coletivas para cobrir despesas com procedimentos veterinários, transporte, internações em clínicas, em lares temporários, medicamentos e alimentos, entre outros.

A partir de 2005 nosso trabalho voluntário foi aceito como "Projeto de Extensão", devidamente cadastrado na Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS (PROREXT), portanto uma atividade extensionista institucionalizada pela universidade, com forte e reconhecida atuação no Campus do Vale, tendo com foco no bem-estar animal, combate ao abandono, conscientização sobre a responsabilidade da adoção, guarda responsável e controle de zoonoses.

Por que existem cães e gatos no Campus do Vale?...

O aparecimento de animais domésticos (cães e gatos) no Campus do Vale da UFRGS, acompanhou o surgimento e crescimento dessa área da universidade desde que alí se instalou há mais de 30 anos. Com uma extensão de aproximadamente 630 hectares, sendo que um pouco mais da metade é área de preservação ambiental, o Campus do Vale NÃO É CERCADO e em seu entorno inúmeras e populosas comunidades humanas surgiram nos últimos anos.

Como sabemos, onde há gente, os animais estarão presentes e, às vezes, nem sempre em boas condições de saúde ou controle de zoonoses. Depósitos de lixo, com resíduos de alimentos, também atraem uma comunidade de animais e, por que não lembrar, de pessoas que reviram estes lixos a cata de material reciclável e de restos de alimentos.

Além disso, temos o problema do descarte, por pessoas, de animais doentes, filhotes, fêmeas no cio ou prenhas e mais recentemente o abandono pela posse irresponsável. Isso é uma rotina, transferindo o problema, jamais tentando resolver ou colaborar com os que assumem a responsabilidade por situações que não criaram.  Não há dúvida que a solução está em um longo processo educativo e políticas de estado, com responsabilidade pela vida, para reverter essa situação.

Enquanto isso não acontece. O que fazemos?...

Como não se têm formas de impedir que os animais acessem a área do Campus do Vale da UFRGS, existe um trabalho centrado na ADOÇÃO RESPONSÁVEL. Além disso, achamos imprescindível o controle de zoonoses.

Os animais são identificados, desverminados, vacinados, castrados e alimentados, sempre com vistas à adoção.

Como os animais adultos e/ou idosos são mais difíceis de serem adotados, existe uma população estável de cães no Campus do Vale, os Mascotes,  que permanecem na área de atuação dos voluntários cuidadores aguardando uma oportunidade de adoção. As fotos de alguns destes animais ilustram a página de abertura de nosso site.

A permanência dos cães, na sua maioria, e gatos  no Campus do Vale em momento algum é incentivada ou defendida pelo grupo de voluntários! Os animais não são nossas propriedades, não temos direitos sobre eles, somente temos o dever de cuidar de seu bem-estar, para mantermos um ambiente saudável de trabalho. Fazemos isso porque gostamos e respeitamos estes animais, porque não queremos problemas de saúde pública aonde trabalhamos. Escolhemos este segmento para exercer o voluntariado, sem descartar a participação em atividades voluntárias direcionadas a outros focos para a melhoria das condições ambientais do Campus.
Todos os animais estão registrados num banco de dados, com uma ficha de acompanhamento das vacinas e demais procedimentos veterinários.

Como você pode ajudar?...

Primeiro, respeitando os animais! Se não gosta, ignore-os, mas não os maltrate! Em segundo lugar, JAMAIS OS ALIMENTE NA PORTA OU REDONDEZAS DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO OU DEMAIS BARES DO CAMPUS ! São locais impróprios, facilitando as constantes brigas pela comida. Os animais dever ser alimentados em locais afastados de bares e restaurantes.

Se quiser participar da ADAAC, procure um voluntário e através dele doe ração ou outro tipo de ajuda. Faça contato através de nosso e-mail.

Não leve animal (filhotes, principalmente) para dentro do Campus do Vale ou da sala de aula. Se achar algum animal abandonado no Campus, procure ajudar, localizando um voluntário e com ele providenciando o atendimento necessário. Se quiser levá-lo para adoção, ótimo!  Fale para os seus colegas e amigos para não NÃO ABANDONAREM ANIMAIS NO CAMPUS DO VALE ! 

ABANDONO É CRIME ! DENUNCIE !

Você será sempre bem-vindo se quiser participar e ajudar os nossos amigos...

Você pode fazer a diferença! ...


Ajude-nos a lutar contra a superpopulação de animais. Esterilize os seus animais de companhia. Partilhe estas informações com familiares, amigos e conhecidos. Se convencer uma pessoa que seja a esterilizar o seu animal, já terá contribuído para fazer uma diferença quanto aos milhares de animais abandonados do nosso país. Adote um vira-lata. Adote um gato de rua. Ofereça-se como voluntário e participe numa das muitas associações que precisam de serviços de voluntariado.


Faça doação finaceira para associações de resgate e proteção aos animais. Qualquer valor será sempre bem-vindo! O custo é muito alto para atender a todas as necessidades e os voluntários precisam de sua ajuda para proporcionar o bem-estar desses animais até o momento da adoção ou para manter aqueles que não são adotados, como é o caso da maioria dos adultos idosos.

SEJA PARTE DA SOLUÇÃO, NÃO DO PROBLEMA !

SEJA AMIGO DOS ANIMAIS E PRESERVE O MEIO AMBIENTE.




bichosdocampus@gmail.com